17 de Abril, 2024 Soochy Dev

Crispim Abreu capitaliza mais-valias

2023 não foi um bom ano para a empresa que junta a produção de têxteis-lar com a confeção de vestuário, admite a CEO Virgínia Abreu. «Foi muito fraco», assume, com o negócio dos têxteis-lar a ser o mais afetado. «Desde 2020 que sentimos uma descida da faturação, também por uma questão estratégica. As matérias-primas subiram muito de preço, havia muita dificuldade em obtê-las ou então não chegávamos ao preço que o cliente queria. Preferimos ser mais cautelosos e fazer uma seleção daquilo que estávamos confortáveis a fazer, privilegiar as margens e não sermos tão agressivos no negócio», justifica ao Portugal Têxtil.

Em 2023, o volume de negócios da empresa, que emprega cerca de 200 pessoas e exporta para mercados como Espanha, Inglaterra, França, EUA e Alemanha, rondou os 15 milhões de euros, com as perspetivas para este ano a serem, tal como a CEO, otimistas. «No início do ano estou sempre com uma expectativa ótima, que vai ser tudo maravilhoso», afirma Virgínia Abreu.

A seu favor a Crispim Abreu tem cada vez mais trunfos, quer pelos produtos que oferece, quer pelos investimentos que continua a fazer para reforçar a eficiência.

Na mais recente edição da Heimtextil, a roupa de cama em malha polar e jersey – área em que foi pioneira – foram as principais estrelas das suas propostas, alinhadas com as tendências de consumo. «O nosso polar é considerado dos melhores do mundo, com uma enorme qualidade. Temos clientes de há 20 ou 30 anos que nos continuam a comprar esse produto», refere a CEO. «Depois temos os jerseys que trabalhamos de formas variadas, desde estampados, riscas, jacquards, com aplicações de rendas ou com misturas de tecidos, tintos em peça ou tintos vegetais», descreve. «As pessoas agora querem um conceito completamente diferente nas casas, um conceito mais urbano, em que a roupa de cama dê menos trabalho a cuidar e dê um ar mais minimalista e confortável», acrescenta.

A marca CasaSoft, de que é detentora, capitaliza este conceito de conforto em casa que foi muito impulsionado pela pandemia, embora seja anterior ao covid-19. «As pessoas estão a viver muito a casa, foi uma coisa que já nasceu antes do covid e se acentuou com o covid, o viver o conforto, o cheiro do café, o cheiro do bolo acabado de fazer, a manta polar, a lareira. As pessoas estão a voltar-se para o interior», acredita Virgínia Abreu. «É esse o nosso conceito, uma casa que seja realmente soft, uma casa que seja fácil de cuidar e que seja confortável», resume a CEO da Crispim Abreu.

Nas matérias-primas, as novas fibras e os reciclados integram a oferta da empresa, que há muitos anos tem preocupações ambientais, contando com diversas certificações. «Trabalhamos muito com algodão reciclado e com poliéster reciclado», indica. «E tudo o que sai de desperdício do corte é para reciclar», acrescenta. «Temos parceiros portugueses que fazem a desfibração e depois mandamos fazer o fio», revela.

A Crispim Abreu está ainda a reforçar os investimentos em painéis fotovoltaicos, que poderá permitir uma «autossuficiência na ordem dos 80%» e em tecnologia «na área da tinturaria e na confeção», aponta Virgínia Abreu.

Os esforços internacionais, esses vão concentrar-se em mercados europeus, do Norte ao Leste do Velho Continente. «Gosto muito dos mercados nórdicos, onde temos clientes nos Países Baixos e na Dinamarca – aprecio porque sabem muito bem o que querem. Mas acho que os mercados de Leste, como a Polónia, a Bulgária e a Roménia, são os mercados de futuro. Eles são disciplinados, a economia deles vai andar para a frente, muito mais rápido, e daqui a pouco eles serão os consumidores que queremos», conclui a CEO da Crispim Abreu.

Receba mais informações acerca do Projeto e dos apoios à Internacionalização do CENIT

Contactos

CENIT – Centro de Inteligência Têxtil
Avenida da Boavista, n.º 3523 – 7º andar
4100-139 Porto | Portugal
t. +351 226 191 010
marleneoliveira@cenit.pt

CENIT – Centro de Inteligência Têxtil
Avenida da Boavista, n.º 3523 – 7º andar
4100-139 Porto | Portugal
t. +351 226 191 010
marleneoliveira@cenit.pt

Conheça a estratégia de promoção do setor MODAPORTUGAL

© 2023 100MODAPORTUGAL™
Logos-footer

© 2023 CENIT – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

contact-section