3 de Maio, 2024 Soochy Dev

Anjos & Lourenço reitera credenciais ecológicas

Com uma série de certificações no currículo, incluindo GOTS, OCS, GRS, Oeko-Tex e Sedex, a Anjos & Lourenço tem, nos últimos anos, feito diversos esforços para se tornar mais amiga do ambiente.

Na mais recente edição da Première Vision, a empresa destacou a utilização de fibras naturais e produzidas a partir de resíduos agroalimentares, da laranja ao cogumelo, passando pela banana. «Já há alguns anos que estamos preocupados com a pegada ecológica e, nesse sentido, estamos a trabalhar com orgânicos, reciclados, tingimentos naturais. Tudo o que seja possível fazermos têxteis, incluindo com resíduos, estamos envolvidos», explica João Anjo, administrador da empresa.

«Aconselhamos os nossos clientes a introduzirem este tipo de fibra nas suas coleções porque é importante que tenhamos a noção de que precisamos de fazer alguma coisa, mas alguma coisa muito a sério», sublinha. No entanto, confessa, «infelizmente, neste momento, as coisas não estão tão adiantadas quanto isso. Há interesse, mas, efetivamente, há um custo associado e o cliente ainda não está formatado para isso. Querem que tudo seja amigo do ambiente, mas depois não são nossos amigos com o preço».

A procura por este tipo de artigo está, por isso, ainda na infância. «O mercado têxtil é muito agressivo, não só pela inovação dos produtos, mas também pela evolução nos preços. Tentar conciliar estes dois fatores nem sempre é uma tarefa fácil», assume João Anjo.

Além das matérias-primas, a Anjos & Lourenço tem feito investimentos pensados para reduzir a sua pegada ambiental, a começar pela lavandaria em peça que instalou há alguns anos e que «está a funcionar em pleno», revela o administrador. «É uma máquina que tem uma tecnologia ao nível de vaporização, na qual fazemos todo o processo e permite reduzir o consumo de água. Aliado a isso, também temos os painéis solares», indica, dando conta de uma autonomia que, nos meses de verão, pode atingir os 90%.

A somar a isso, o próprio parque de máquinas tem sido revisto, «sempre a pensar no baixo consumo», e a frota tem sido trocada para veículos elétricos. «A direção é esta», sublinha João Anjo, mas a conjuntura tem colocado um travão a novos planos nesse sentido. «A vontade é muita, mas as dificuldades que o sector atravessa dizem-nos que devemos ter muita precaução. Não temos visibilidade nenhuma. Neste momento, quem faz investimentos é quase louco, porque não sabemos como vai ser o futuro – e estou a falar de um futuro a dois meses», indica.

No ano passado, as vendas da empresa, que emprega 60 pessoas, baixaram, «porque para a Anjos & Lourenço a critério não é o volume de faturação, é o resultado. E o objetivo de não dar prejuízo – que é o primeiro – foi atingido», afirma. «Costumo dizer que a Anjos & Lourenço não é transportadora. Portanto, tudo o que sai tem de ter algum valor acrescentado. E, por isso, quando não tem esse valor, não vale a pena estarmos a trabalhar só porque sim», reforça João Anjo.

Focada na Europa, onde tem o seu principal mercado, nomeadamente em França, Alemanha, Itália e Espanha, a empresa está igualmente «a abrir as portas ao Canadá».

Já quando aos próximos meses, cautela é a palavra de ordem. «Há notícias que são boas e animam, como a possível baixa dos juros, mas acho que a população em geral, a partir do covid, priorizou a socialização face aos artigos de segunda necessidade, como a roupa, a decoração, o calçado, os têxteis-lar», aponta o administrador. «Não sou pessimista, sou realista. O primeiro semestre está feito. Vamos esperar pelo segundo semestre», conclui João Anjo.

Receba mais informações acerca do Projeto e dos apoios à Internacionalização do CENIT

Contactos

CENIT – Centro de Inteligência Têxtil
Avenida da Boavista, n.º 3523 – 7º andar
4100-139 Porto | Portugal
t. +351 226 191 010
marleneoliveira@cenit.pt

CENIT – Centro de Inteligência Têxtil
Avenida da Boavista, n.º 3523 – 7º andar
4100-139 Porto | Portugal
t. +351 226 191 010
marleneoliveira@cenit.pt

Conheça a estratégia de promoção do setor MODAPORTUGAL

© 2023 100MODAPORTUGAL™
Logos-footer

© 2023 CENIT – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

contact-section